CTO: O que é Caixa de Terminação Óptica?

CTO: O que é Caixa de Terminação Óptica?

CTO: O que é Caixa de Terminação Óptica? Pode ser que você que esteja lendo esse artigo não seja um profissional da telecomunicação, seja um visitante sem conhecimento na área, mas certamente talvez você já tenha visto aquela caixinha preta ou branca no poste aí onde você mora e ficou curioso para saber o que é ela, não é?

Pode ser ainda que você já tenha visto um profissional de telecomunicação “bater a escada no poste”, abrir essa “bendita” caixa para fazer uma manutenção, uma nova instalação ou migração de via rádio (antena) para fibra óptica.

Telecomunicação tempos atuais

O mundo da telecomunicação não para e a cada momento novas tecnologias são lançadas. A bola da vez já a alguns anos é a tecnologia da fibra óptica, uma internet que promete muito mais velocidade e menos instabilidades quando feita uma instalação com qualidade.

Vimos que a internet por fibra óptica tem grandes vantagens que já citamos. Para que você jogue seu jogo online, faça suas vídeo chamadas ou chamadas online, assista seus streamings favoritos, faça serviços pela internet; há uma grande estrutura de rede fibra óptica e uma dessas estruturas são as CTOS, que veremos mais a seguir.

O que é CTO?

A CTO significa Caixa de Terminação Óptica e é uma caixa onde são acomodados os cabos drops ópticos podendo ser acomodados de 8 até 16 clientes, dependendo de cada modelo comprado.

A CTO praticamente é uma das últimas partes em questões de estruturas. Dizemos isso, pois é dali que são puxados os cabos de terminação ou cabos de drop ópticos.

O que tem dentro das CTOs?

Dentro das CTOS, temos cabos de acesso e esses cabos tem dentro deles várias fibras. Além desses cabos, as CTOS têm os splitters que são usados para fazer divisão em cada fibra e sinas, os splitter por sua vez são colocados drops e nas pontas são colocados conectores.

Na CTO são colocadores os conectores em seus splitter e quando o drop chega na casa, é feita a estrutura de acordo com os equipamentos de fibra que o provedor usa (geralmente ONU e PTO, nessa PTO é colocado outro conector e feito os demais processos para subir o assinante)

Como é montada uma CTO?

Os cabos que alimentam as CTOs, são chamados de cabos de acesso. Dependendo da estrutura do projeto de cada provedor, algumas caixas podem passar de um, dois ou até mais cabos de acesso. Esses cabos nada mais são do que várias fibras que depois dentro da caixa algumas serão fundidas em outras.

Cabo de acesso (distribuição): Das CEOs saem os cabos de acesso (distribuição), que ligam a fibra óptica às CTOs (caixas de terminação óptica). Elas são responsáveis pela derivação óptica, utilizando um splitter para divisão de cada fibra em vários sinais para levá-los até os assinantes.

Para cabo de acesso (distribuição), geralmente são usados cabos abaixo de 24 fibras (24, 12, 6 ou 2 fibras).

Curiosidades

Algumas CTOs são usadas para realizar emendas em cabos de acesso quando são rompidos. Alguns provedores autorizam que seus técnicos façam isso quando é a solução mais viável. Acaso a caixa seja usada para fazer emenda, ela não tem como ser usada para colocar clientes.

A CTO tem que ser feita de um modo que fique totalmente vedada para que ações do tempo como chuva e insetos como formigas ou abelhas não entrem e façam ninhos na caixa. Há casos que ela não está bem vedada e bichos entram, fazem ninhos e em alguns casos acabam comendo as fibras dos cabos de acesso.

Já foi citado no artigo, mas vamos reforçar… cada CTO pode vir com 8 ou 16 splitter, ou seja, pode acomodar de 8 a 16 cliente. O que alguns provedores fazem, é comprar a CTO com 8 e depois quando atingem os 8 clientes e tem potencial para colocar mais nessa caixa, acabam fazendo a troca para 16.

 

Fontes:

cianet.com.br/blog/infraestrutura-e-tecnologia/cabos-de-fibra-optica/

Deixe um comentário

Quanto é? + 74 = 75